Ácida e reflexiva, banda Caostropi lança single “Dia do Fogo” um ano após incêndio na Amazônia

Por Caio Machado

No dia 19 de agosto de 2019, diversas cidades do sudeste do Brasil foram surpreendidas pelo surgimento de nuvens negras oriundas das queimadas criminosas da Amazônia, orquestradas por produtores rurais, grileiros, políticos e demais interessados no desmate do território, obviamente, para fins comerciais.

O assunto repercutiu globalmente e rendeu jocosas e trágicas controvérsias envolvendo o governante do Brasil, líderes internacionais e até mesmo o ator e ativista ambiental Leonardo DiCaprio, acusado pelo presidente Jair Bolsonaro de ter financiado o incêndio em solo latino.

Capa por Bárbara Assuela
Como todo escândalo nacional, o crime ambiental ficou sem solução e foi rapidamente esquecido pela mídia. Entretanto, exatamente um ano após o ocorrido, a recém-formada banda Caostropi divulgou nesta quarta-feira (19), o single de estreia “Dia do Fogo”, que imortaliza em música algo que jamais deveria ser esquecido.

A sonoridade da canção é influenciada pelo rock alternativo dos anos 90 e 2000, com uma densidade envolvente provocada pelos ecos e camadas de guitarras, que dialogam com a poética da música, lamentando o incidente ter ocorrido no meio do inverno, sem possibilidade de chuvas para conter as chamas.


As sacadas ácidas da letra de Rafael Ferrucci são um dos pontos fortes da música. O verso “É mito, o inverno seco, a gente vê tudo queimar”, carrega ambiguidade suficiente para criticar o presidente - chamado de “mito” pela manada de seguidores -, e ainda ressaltar a facilidade do alastramento de um incêndio em climas secos.

Com a consistência da linha de baixo e bateria, que promove a dinâmica necessária para que todos os elementos líricos e instrumentais da faixa fluam em harmonia, a banda Caostropi demonstra o tipo de sonoridade provocante e reflexiva que fará parte do disco de estreia a ser lançado em outubro de 2020.

Ricardo, Vitor, Rafael, Vinicius e Rodrigo.
O grupo foi criado por músicos do interior e da capital de São Paulo, pouco antes do início da pandemia do novo coronavírus. Os membros da banda são: Rafael Ferrucci (guitarra e voz). Ricardo Cortizu (guitarra e sampler), Rodrigo Padula (contrabaixo), Vinicius Kirby (percussão e viola) e Vitor Martins (bateria).

A música “Dia do Fogo” foi disponibilizada nas principais plataformas de streaming, no Bandcamp e também ganhou um videoclipe no YouTube oficial da banda, dirigido e editado por Henrique Faria. A capa do single é de autoria da artista visual Bárbara Massuela.

Postar um comentário

0 Comentários