Na madrugada

Por Lívio Soares de Medeiros


Lá no alto do prédio,
uma única luz acesa.
O que aquela luz ilumina?
A solidão ou arfares mútuos?
Um gênio ou um imbecil?
Aquela luz é feliz?
É rebeldia num mundo de trevas
ou ignorância se pavoneando?
Será aquela luz uma piscadela da eternidade
ou tédio pedindo socorro?
O que tem aquela luz que faz
vibrar minha centelha?


Lívio Soares de Medeiros é autor de Leve Poesia, Algo de Sempre, Dislexias, Amor de Palavra, Anacrônicas, O Livro de João, Entrevista com o Professor e O Fim do Brasil. Dedica-se também à fotografia.

Apoie o jornalismo independente e colabore com doações mensais de a partir de R$1,99 no nosso financiamento coletivo do Padrim: https://padrim.com.br/jornaldepatos

Postar um comentário

1 Comentários

Obrigado por comentar!