Estrada de sentimentos

Por Isadora Tavares

Imagem: @artrixpic

Londres pairou no céu
E aqui dentro também jaziam cinzas
Porém não chovia

Uma criança rodopiava num balanço
Seu pai a observava e absorvia o calor
Acanhados raios de sol

Senti-me a dividir emoções
Vislumbrando um passado
Que nem sequer existiu

Um gato empalhado me encarava
Será que estava vivo?
Ambos questionamos

Saí para passear
À tarde o tempo abriu
E eu também

Duas cachoeiras deram vazão a um rio
Que no frio do inverno
Me aqueceu


Isadora Tavares é redatora, jornalista e poeta nas horas vagas. Também é aluna do Curso Livre de Formação de Escritores pela Editora Metamorfose.

🦆

Apoie o jornalismo independente colaborando com doações mensais de a partir de R$5 no nosso financiamento coletivo do Catarse: http://catarse.me/jornaldepatos. Considere também doar qualquer quantia pelo PIX com a chave jornaldepatoscontato@gmail.com.

Postar um comentário

3 Comentários

  1. REEEEEMMMMM, eu queria poder expressar isso tudo que eu senti ao ler num palavrão gostoso. mas pra não perder a ternura vou só dizer REEEEEEEEM QUE FODA !

    ResponderExcluir
  2. lindoooo, vc é uma poetisa incrível, Isadora!!!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!